fbpx

Introdução alimentar: como preparar os alimentos do bebê?

Você já leu por aqui sobre não oferecer papinhas liquidificadas ao bebê. Isso porque a introdução alimentar também é uma fase de descobertas e mesmo que preparada com alimentos nutritivos, esse tipo de receita tem apenas uma textura e sabor: o de papinha.

Além de não exercitar a mastigação, importantíssima nesse período, o bebê não aprende nada sobre os alimentos.

A introdução alimentar deve começar com alimentos de verdade. Eles devem ser oferecidos à criança individualmente para que ela conheça e aprenda o seu sabor, cheiro e textura.

Por que não fazer papinhas liquidificadas
  • A criança não aprende sobre a comida
  • Não conhece texturas diferentes
  • Não conhece os alimentos individualmente
  • Não aprende a tomar decisões
  • Não desenvolve o paladar
  • Não treina a mastigação
  • Pode desenvolver seletividade alimentar

Outro fator importante que você precisa saber é que as refeições da criança na introdução alimentar não têm muitas preparações nem receitas elaboradas.

Afinal, o indicado é servir cada alimento de forma individual, para que o bebê saiba o que está comendo e conheça seu sabor, cheiro e textura. O importante na preparação dessas comidinhas, é incluir os cinco grupos alimentares:

  • Carboidratos (macarrão, arroz, batata)
  • Proteína (ovo, peixe, carne, frango)
  • Leguminosas (lentilha, ervilha, feijão)
  • Legumes (Chuchu, beterraba, abobrinha)
  • Verduras (espinafre, couve, chicória)

Se o prato do bebê tiver um alimento de cada grupo, ele estará completo.

Como preparar as primeiras refeições

As primeiras receitas do bebê devem ser simples: sem sal, geralmente apenas cozidos e as carnes nunca devem ser oferecidas cruas. Isso é o principal.

Aqui vão duas receitinhas da @nutri.infantil para preparar os alimentos do bebê na introdução alimentar: receita de berinjela e de peixe.

 

 

Comida deve ser saborosa

Não é recomendado usar sal antes da criança completar um ano, porém, você pode usar temperos naturais, como alho, cebola, salsinha, orégano, manjericão, cebolinha e outros para deixar a refeição saborosa.

À primeira vista pode ser que ele não aceite bem os alimentos separados e não coma como você gostaria no que se refere a quantidade.
Então preste muita atenção na qualidade dos alimentos que você vai oferecer. E não desista, mesmo que ele não coma, ofereça o alimento em todas as refeições.

Com a colaboração de Camila Garcia (CRN 34782)